As Mulheres do Surf

O surf feminino no Brasil precisa de suporte e por isso é chegada a hora de aplaudir e compartilhar nossas atuais representantes! Infelizmente, quando digitamos no Google surfistas brasileiras, só vemos informações sobre sua aparência física e que ensaio fotográfico fizeram.

Queremos mostrar e falar sobre sua habilidade de enfrentar o mar e sua imponência com a garra que só a brasileira tem!

Desde que Margot Rittscher subiu numa “tábua havaiana” no litoral de Santos e se tornou a primeira mulher a surfar no Brasil em 1936, muita água rolou nos mares brasileiros. O ambiente ainda é predominantemente masculino – segundo a Associação Brasileira de Surf Profissional, o número de homens que surfam profissionalmente no país (cerca de 350) é mais de dez vezes maior do que o de mulheres (32).

A ideia é fazer barulho junto com nossas parceiras do Hina Aloha para que o esporte ganhe mais incentive e destaque e mulheres possam quem sabe viver do surf!